X

Está com a testosterona baixa?

Promoção Testo Gold para PIX Sim, ver solução
Vitamina D é importante mesmo? Para que serve, principais fontes e como tomar

Vitamina D é importante mesmo? Para que serve, principais fontes e como tomar - Vida Elite

Vida Elite | 0000-00-00 00:00:00 | 

A vitamina D exerce funções extremamente importantes no corpo, como a regulação da concentração de fósforo e cálcio, contribuindo com a absorção desses minerais no intestino e regulando as células responsáveis pela formação dos ossos.

Outro ponto, é que a vitamina D é um hormônio esteroide lipossolúvel e sua produção acontece através da exposição do sol na pele, pois os raios ultravioletas do tipo B (UVB) são capazes de ativar a síntese desta substância, sendo a principal fonte de vitamina D, o sol é responsável por cerca de 80% da vitamina recebida pelo nosso corpo.

Além desse fato, a vitamina D também pode ser ingerida em maiores quantidades através do consumo de alguns alimentos, de preferência os de origem animal, como por exemplo a gema de ovo, peixes e leite.

Outra fonte de Vitamina D são os suplementos, que também são especialmente benéficos para aqueles que precisam tomar vitamina D. 

Contudo, a substância é essencial para o corpo humano e sua ausência pode proporcionar uma série de problemas. Afinal, 270 genes precisam da vitamina D, incluindo as células do sistema cardiovascular. 

Sendo assim, com a deficiência de vitamina D você pode desenvolver alterações ósseas, como osteoporose nos adultos, e raquitismo em crianças (formação inadequada dos ossos). E não para por aí, ainda mais complicado é a relação que a deficiência dessa vitamina também possui com o desenvolvimento de câncer, hipertensão e até diabetes mellitus.

No mais, leia esse conteúdo até o final, porque você vai entender ainda mais sobre para que serve a vitamina D, quais são as principais fontes, suplementos, alimentos e como tomar.

Vitamina D é importante mesmo? Para que serve, principais fontes e como tomar

Funções e benefícios da Vitamina D

Com a evolução da situação de doença em que o mundo se encontra, a vitamina D foi um fato muito discutido, pois existem estudos que revelam o poder da vitamina D para o sistema imunológico e prevenção contra doenças respiratórias.

Apesar disso, o Ministério da Saúde não encontrou comprovações sobre efeitos da Vitamina D contra o vírus, mas mesmo assim a substância é extremamente útil para fortalecer o nosso sistema imunológico.

Um fato curioso é que a vitamina D é considerada um hormônio, pois ela é sintetizada pelo organismo.

Diversos processos do organismo necessitam da vitamina D para acontecer e por esse motivo certifique-se de que a sua concentração no sangue esteja em níveis adequados. Alguns desses processos e funções da vitamina D são:

Aumento e força muscular

Os atletas que buscam performance muscular precisar saber para que serve vitamina D, isso por que um estudo publicado pelo American Journal of Sports Medicine relatou que:

''Os jogadores daquele ano que sofreram fraturas ósseas estavam com níveis de Vitamina D significantemente baixos.''

Além disso, esportistas que demandam muita força muscular, precisam ter os níveis de Vitamina D em dia.

Outro ponto importante que o atleta deve ter em mente, é que a vitamina D serve para atribuir mais equilíbrio ao corpo, facilitando movimentos rápidos evitando quedas.

Para os atletas, saiba que a Vitamina D é imprescindível para o desenvolvimento atlético e composição corporal, estudos concluem que pessoas com baixos níveis de vitamina D apresentam maiores porcentagens de gordura e menos força.

O fortalecimento muscular também é levado em consideração, já que a vitamina D participa do processo de formação dos músculos e está ligada a uma maior força e agilidade muscular.

Vitamina D para os ossos e dentes

A Vitamina D mantém seus ossos fortes, ajudando seu corpo a absorver cálcio e fósforo no intestino, essa regulação é essencial para a formação da massa óssea, diminuindo as chances de fraturas e osteoporose.

Prevenção da diabetes

A vitamina atua na saúde do pâncreas, órgão responsável pela insulina, um hormônio que mantém os níveis de glicose no sangue regulados, ou seja, previne a diabetes.

Melhora a imunidade e inflamações do organismo

Uma área muito importante da nossa saúde também tem a vitamina D como um combustível, pois é um imunoregulador que inibe seletivamente a resposta imunológica. Altas doses de vitamina D são recomendadas com a orientação médica para pessoas que sofrem com doenças autoimunes, como esclerose múltipla, problemas oftalmológicos, psoríase e artrite reumatoide.

A prevenção contra gripes e resfriados também faz parte das funções da vitamina D. Menores quantidades de vitamina D podem causar infecções respiratórias e resfriados com frequência.

Prevenção de doenças

Participa do controle da morte celular e diminui a proliferação de células malignas, prevenindo o câncer. Também diminui a pressão arterial e o risco de outras doenças do cardiovasculares.

Outros benefícios da Vitamina D

  • Prevenir o envelhecimento, pois atua impedindo os danos causados pelos radicais livres;
  • Redução da dor e fraqueza muscular;
  • Prevenção da asma e infecções respiratórias;
  • Importante para disposição e energia;
  • Regulação de hormônios como a testosterona.

Fontes de Vitamina D

A principal fonte de Vitamina D é através da exposição solar, porém alguns alimentos também são recomendados para suprir os níveis necessários da substância no organismo, como óleo de fígado de bacalhau, fígado de boi, peixes gordurosos, ovos e leite.

Mas Segundo José Antonio Miguel Marcondes, endocrinologista do Hospital Sírio-Libanês:

"Para suprir a necessidade diária de vitamina D, é necessário o consumo de grandes quantidades desses alimentos. Por isso, a principal fonte no nosso organismo vem da sua síntese na pele, por ação da luz solar"

Vitamina D é importante mesmo? Para que serve, principais fontes e como tomar

Como obter vitamina D a vitamina do Sol

Desse modo, é recomendada a exposição ao sol, durante cerca de 20 minutos ao dia pelo início da manhã ou no final da tarde para pessoas de pele clara é o suficiente. Já as pessoas de pele escura devem ficar cerca de 1 hora expostas ao sol. Braços e pernas devem estar expostos, pois a quantidade de vitamina D que será absorvida é proporcional a quantidade de pele que está exposta.

Você pode ficar exposto ao sol entre as 10h e as 12h ou entre 15h e 16h 30, já que nesse horário não é tão intenso.

O ideal é que você não utilize o protetor solar para absorver a vitamina, pois certos tipos de protetor podem impedir a produção da vitamina D em 95% ou até bloquear complemente.

Outra dica é que você tenha contato direto com o sol durante esses minutos, porque vidros e janelas também podem atrapalhar a obtenção da substância, pois os raios UVB não conseguem ativar a síntese da vitamina D atravessando vidros.

No mais, essa exposição ao sol já vai te proporcionar 10 mil unidades de vitamina D, o que significam boas quantidades. Contudo, casa haja suspeitas de deficiência, o especialista vai te recomendar uma alimentação rica ou suplementos de vitamina D.

Como tomar vitamina D através dos alimentos

Todos os principais alimentos fontes de vitamina D são de origem animal e sintetizam muito bem a vitamina. Contudo, mesmo o alimento com mais quantidades da substância (salmão) não é capaz de suprir o volume adequado necessário como o sol é capaz, mas eles podem contribuir muito com a sua nutrição.

Porém, nada em exagero é bom, e esses alimentos são ricos em gordura saturada, e quando em excesso esse lipídio causa risco de inflamação das artérias sanguíneas, comprometendo o coração, cérebro e rins. Consuma, mas consuma com moderação.

Alimentos ricos em vitamina D:

Alimento Quantidade de vitamina D Porcentagem do valor diário de vitamina D
Atum (100 gramas) 227 unidades 2,27%
Sardinha (100 gramas) 193 unidades 1,93%
Ovo (uma unidade) 43,5 unidades 0,43%
Queijo cheddar (50 gramas) 12 unidades 0,12%
Carne bovina (100 gramas) 15 unidades 0,15%

Fonte: Tabela do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos.

Outros alimentos:

  • Frutos do mar;
  • Óleo de fígado de peixe;
  • Manteiga;
  • Iogurte;
  • Óleo de fígado de bacalhau.

Como já dissemos, o consumo de alimentos ricos em vitamina D não supre as necessidades diárias necessárias para o organismo, portanto digo novamente, o sol é imprescindível, a não ser em casos específicos, como por exemplos pessoas que moram em países frios ou pessoas que possuem anormalidades no processo da absorção de gordura.

Neste caso, é comum que o médico recomende os suplementos de vitamina D.

Como tomar vitamina D através dos suplementos

Os suplementos de vitamina D são mais utilizados por pessoas que não possuem exposição solar e ficam muito tempo em local fechado, por muitas das vezes sair para trabalhando quando o sol ainda não apareceu por completo e ao retornar para casa o sol estar se pondo.

Outro fator importante que leva a uma suplementação com vitamina D, são os casos de pessoas que residem em países frios em que há pouca exposição da pele à luz solar.

As pessoas com a pele mais escura também devem ficar atentas, pois as chances de uma deficiência é maior.

Contudo, o médico pode indicar a suplementação de vitamina D também em algumas condições que podem estar relacionadas a baixas quantidade de vitamina D circulante no sangue, como osteoporose, baixos níveis de cálcio e fosfato e até para o tratamento da psoríase.

Os suplementos de vitamina D são encontrados em lojas de produtos naturais, farmácias, supermercados ou no conforta de sua casa através da internet.

Entenda ainda melhor sobre dose recomendada, como não ingerir vitamina D além do recomendado, o melhor suplemento de vitamina D e como comprar clicando aqui.

As doses diárias recomendadas de vitamina D são as seguintes:

Bebês de 0 a 12 meses: 400 IU (10 mcg).

Crianças de 1 a 18 anos: 600 IU (15 mcg).

Adultos até 70 anos: 600 UI (15 mcg).

Adultos com mais de 70 anos: 800 UI (20 mcg).

Mulheres grávidas ou amamentando: 600 UI (15 mcg).

Deficiência de Vitamina D

Os sinais da deficiência de vitamina D no organismo são gripe e resfriado com frequência, aumento do risco de problemas cardíacos, osteoporose, diabetes tipo 1, dor e fraqueza muscular principalmente no idoso.

Algumas doenças podem prejudicar a obtenção da vitamina D para o organismo, como lúpus, doença de Crohn e insuficiência renal. Atenção as grávidas, pois níveis inadequados de vitamina D pode aumentar o risco de aborto. 

Para constatar essa deficiência, é realizado um exame chamado 25(OH)D. 

Veja mais: 8 sinais mais comuns da deficiência de Vitamina D.

Atenção aos excessos

Ingerindo as quantidades recomendadas de vitamina D, não haverá efeitos colaterais e a vitamina também não corre o risco de interagir com nenhuma substância no organismo.

Contudo, no caso de excesso da vitamina e casos de intoxicação, o cálcio também é aumentado, situação que pode ocasionar desenvolvimento de pedras nos rins e arritmia cardíaca. Portanto, se estiver com suspeitas de excessos, analise sintomas como ânsia de vômito, náuseas, urinar muitas vezes ao dia, fraqueza, coceira na pele e nervosismo.

Curiosidade e dúvidas comuns sobre a Vitamina D

Vitamina D serve para emagrecer, com toda certeza, serve para o combate a obesidade, isso se deve ao fato do corte da produção do hormônio da paratireoide, acelerando a quebra de gordura no fígado. Mas, claro que o processo deve ser combinado com a prática de exercícios físicos e uma boa alimentação.

Vitamina D combate a Depressão, alguns psicólogos tem recomendado o banho de sol:

''Eu vou te indicar o banho de sol para contribuir com o seu tratamento para o combate a depressão.''

Isso por que alguns estudos foram feitos sobre para que serve vitamina D para o combate ou prevenção da depressão. Está se tornando comum o exame para medir a Vitamina D em pacientes com quadros depressivos, pois a vitamina D auxilia indiretamente na produção de hormônios como dopamina e serotonina.

Vitamina D é bom para Gestantes e Mulheres, um parto seguro e longe de ser prematuro pode ser beneficiado com a Vitamina D, pois gestantes com baixos níveis de Vitamina D aumentam as chances disso acontecer. Contudo, a deficiência de Vitamina D na gestante aumentam as chances da criança também possuir essa carência durante a infância. Além disso, os médicos também associam o baixo nível de vitamina D com diabetes gestacional e vaginose bacteriana em mulheres grávidas.

VITAMINA D para mulheres, devido à diminuição dos estrógenos na menopausa, muitas mulheres tendem a perder massa óssea, causando a osteoporose, por esse motivo é importante após os 35 anos as mulheres comecem a suplementar Vitamina D.